Total de visualizações de página

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Como será o Brasil evangélico em 2020?

Como será o Brasil evangélico em 2020?

O momento em que a maioria dos brasileiros será protestante fica cada vez mais próximo. Com sucessivos escândalos e teologias alienantes será que estamos prontos?

Cena um: uma das mais importantes revistas semanais do país publicou recentemente uma extensa reportagem fazendo projeções sobre o futuro do Brasil. Apesar de tratar de diversos temas, da educação à economia, a notícia que realmente caiu como uma bomba e acabou repercutida pela imprensa, por emissoras de rádio e de televisão e por blogs e sites de discussão na internet dizia respeito à religião: o maior país católico do mundo na atualidade se tornará evangélico em poucos anos. Mais precisamente em 2020, a continuarem as impressionantes taxas de crescimento, mais da metade dos brasileiros pertencerá a alguma igreja protestante. Estima-se que já neste mês de dezembro, o número de evangélicos no Brasil chegue próximo dos 50 milhões e, pouco mais de uma década depois, atinja a marca de 105 milhões de pessoas.

Cena dois: após realizarem uma investigação que durou mais de dois anos, promotores do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de São Paulo, acusaram o bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, e mais nove pessoas ligadas à denominação, pelo desvio de 8 bilhões de reais de dízimos e contribuições ofertadas por fieis. A dinheirama não teria sido usada em atividades religiosas, mas para aumentar patrimônio pessoal e conseguir lucro, com a -compra de duas emissoras de televisão, terrenos, mansões, um prédio e até um caríssimo jatinho modelo Cessna. A Justiça deu prazo para a defesa se pronunciar e pode aceitar a denúncia. Se assim for, Macedo e seu grupo tornam-se réus num processo criminal que pode condená-los por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Ao mesmo tempo em que os evangélicos crescem numericamente e aumentam de forma considerável sua influência em todas as esferas da vida nacional, escândalos e denúncias envolvendo dinheiro, sexo e abuso de poder multiplicam-se e maculam a imagem das igrejas e de seus líderes. Fala-se em relativização moral e secularização da fé. Em uma geração de crentes que busquem vantagens e não mais a Deus. Em que pese o fato de que por trás das últimas denúncias envolvendo a Universal exista uma guerra de interesses e de cifras na qual estão os principais grupos de comunicação do país, ou mesmo que esteja em curso uma batalha espiritual contra a expansão do Reino de Deus, as críticas e acusações sobre o que acontece nos templos de Norte a Sul do país são tão sérias que, ignorá-las, seria mesmo anti-bíblico. Na esteira do avanço protestante em terras tupiniquins, estudiosos das ciências da religião costumam avaliar que esse fenômeno pode ser muito bom, uma vez que “os evangélicos não vão apenas mudar a sociedade, mas mudarão com ela”. Tal afirmação tem causado arrepios em pastores e trazido um sério questionamento para os cristãos: diante de tal quadro já hoje: afinal, como será esse Brasil evangélico de 2020?

Se o questionamento daqueles que não aceitam o crescimento protestante passou a ser de ordem ética e moral, citando inclusive a própria Palavra de Deus que, segundo eles, só é usada para manipular os incautos, a Universal do Reino de Deus é a vidraça da vez. De acordo com a denúncia do Ministério Público, boa parte do dinheiro recebido pela igreja era repassada em forma de “pagamentos” para empresas de fachada controladas por pessoas ligadas à cúpula da organização. Duas delas, a Cremo Empreendimentos e a Unimetro Empreendimentos receberam, entre 2004 e 2005, mais de 70 milhões de reais, embora não tenham oferecido nenhum serviço ou produto, segundo a Secretaria da Fazenda de São Paulo.

Essas empresas enviariam o dinheiro para outras, sediadas em paraísos fiscais. Tanto a Investholding, nas Ilhas Cayman, quanto a CableInvest, nas Ilhas do Canal, Reino Unido, também pertencem a pessoas supostamente ligadas à igreja. Por fim, o dinheiro retornava ao país como empréstimos para os líderes eclesiásticos, que compravam com eles apartamentos em condomínios de luxo nos Estados Unidos e propriedades no Brasil, como uma mansão de 2 mil metros quadrados em Campos do Jordão (SP), no valor de 6 milhões de reais.

A denúncia do Gaeco não é propriamente uma novidade. Desde 1992, quando a Universal comprou a Rede Record, houve mais de dez processos contra a igreja. Já em 1995, depois que Macedo apareceu em um vídeo ensinando pastores a tirar ofertas, autoridades fazem varreduras nas contas da organização, mas não conseguem provas. “A tese de que pastores tenham pegado dinheiro de ofertas, mandado para o exterior e financiado recursos para enriquecer, não é nova. Em 1993, houve denúncia apócrifa e, de lá para cá, a Polícia Federal, a Interpol, o FBI, a Receita Federal e, finalmente, o Supremo Tribunal Federal concluíram que as denúncias não tinham fundamento e inocentaram os acusados. Também essa denúncia não será aceita, pois trata-se de calúnia, injúria e infâmia”, afirmou em pronunciamento o senador Marcello Crivela (PRB/RJ), bispo licenciado da igreja. A principal reclamação de Crivella e da Universal é que alguns dos maiores veículos da mídia nacional estejam aproveitando a investigação do Ministério Público para criar um factóide e, com isso, lutar contra o crescimento de audiência da TV Record. Dentre aqueles que deram mais publicidade ao caso estão o jornal Folha de S. Paulo, que há dois anos enfrentou uma enxurrada de processos judiciais movidos por fiéis da igreja por conta de uma reportagem sobre as finanças da denominação, e a Rede Globo, principal interessada na guerra de audiência. Mas se a motivação é questionável, os veículos garantem que as acusações procedem. Apesar das afirmações de independência da emissora, somente no ano passado a Universal teria repassado 400 milhões de reais para a Record. O valor entra com a compra de horários nas madrugadas, o que é perfeitamente legal. O problema é que enquanto a Globo fatura 50 mil reais, com 6 pontos no ibope, a Record, com audiência bem menor, cerca de 1,4 ponto, recebe mais de 200 mil por hora. Tudo da igreja, tudo bem acima dos valores de mercado.

Evangelho da prosperidade
Assim como a Record, com suas 23 emissoras de TV, 42 emissoras de rádio e várias outras empresas, a Universal também é seu modo uma potência. Em 32 anos, a igreja tornou-se a terceira maior denominação no Brasil, atrás apenas da Igreja Católica e da Assembléia de Deus. Afirma congregar 8 milhões de pessoas em seus 4500 templos espalhados pelo país. Além daqui, está presente em outras 171 nações e tem em seu corpo ministerial 9600 pastores e outros 4400 obreiros voluntários. Seu trabalho social e espiritual é digno de nota, uma vez que oferece a Palavra de Deus e mensagens de encorajamento para gente de todas as origens e classes econômicas, sendo uma porta de entrada para o Evangelho e para a libertação de multidões afundadas em vícios, criminalidade e falta de perspectivas na vida. É perfeitamente coerente e razoável que, como qualquer outra igreja – inclusive a Católica – ou religião, possa empregar os meios de comunicação, recursos e estrutura na tarefa evangelística. Mas a verdade é que o centro da crise não está aí e também não se restringe somente à Universal.

O espantoso crescimento evangélico nas últimas décadas já provoca uma crise de valores e de doutrinas em várias igrejas. O novo crente adotou regras menos rígidas e passou a procurar a religião não apenas como forma de obter benesses na eternidade, mas alcançar a prosperidade aqui e agora. E nada representa mais esse novo momento do que a Teologia da Prosperidade. Surgida por volta de 1940, nos Estados Unidos, ela radicaliza o ensino de que o sacrifício de Cristo deu àqueles que o seguem direito a uma saúde perfeita, riquezas materiais, triunfo sobre o Diabo e vitória sobre todo e qualquer sofrimento (conheça mais essa história na reportagem Teologia do Abracadra à página 47). Basta decretar ou determinar e colocar a fé em ação. “Para bancar suas ambições institucionais, proselitistas e econômicas, as igrejas atrelam a doação financeira à retribuição divina de bênçãos materiais. Cada culto procura convencer o fiel a firmar relações de troca com o Criador e comprovar a fé dando dinheiro. Quando a Universal começou a usar tais métodos, eles pareceram polêmicos e heterodoxos, mas agora os líderes de outras denominações perceberam a eficiência dessas práticas e, para adquirir vantagens competitivas, copiam todas elas”, explica o sociólogo Ricardo Mariano, da PUC do Rio Grande do Sul, autor do livro Neopentecostais (Edições Loyola).

Copiar não é força de expressão nem se resume à nova visão em relação ao dinheiro. Depois do sucesso da Fogueira Santa de Israel, do Vale do Sal e das rosas ungidas, fazer campanhas passou a ser algo praticamente obrigatório em todo meio neopentecostal e em parte do pentecostalismo clássico. Diante da renovada pressão por exposição midiática e crescimento, algumas igrejas históricas que adotaram a renovação carismática passam a rever a forma e o conteúdo de suas mensagens e deixam em polvorosa os mais tradicionais. Como tantos outros modismos, substituem a ênfase na santidade e no relacionamento com Deus pelo emocionalismo desprovido de mudança de vida e baseado na política do “toma lá, dá cá”.

“Estamos vivendo uma espécie de ‘síndrome de Éfeso’. Como no caso dos crentes que viviam naquela cidade nos tempos bíblicos, as pessoas correm atrás de novidades. Por outro lado, passou a ser inconveniente e fora de propósito falar em ‘sofrer por amor ao Evangelho’, ‘entregar tudo a Deus’ e ‘buscar em primeiro lugar os valores do Reino’. O único sacrifício válido é o financeiro. Infelizmente, pouco há em comum entre essas novas igrejas e a Reforma Protestante que deu origem aos movimento evangélico”, lembra o professor Lourenço Stelio Rega, diretor da Faculdade Teológica de São Paulo e especialista em Ética. Nessa nova realidade do meio religioso brasileiro, textos bíblicos tradicionais ganham novas interpretações, nas quais um Deus visto apenas como Senhor e Salvador já não atende à demanda dos fieis. Antes de mais nada, ele é um negociador e os líderes eclesiásticos, seus despachantes. Ai de quem bobear nessa tarefa: a concorrência é cada vez maior.

Um quadro vívido de como anda o movimento evangélico pode ser encontrado na periferia das grandes cidades. Nesses locais, proliferam igrejas, a maior parte congregações independentes, com templos quase vizinhos. Em São Paulo, a Avenida Celso Garcia, ´no Brás, uma das vias mais tradicionais da metrópole, passou a ser conhecida como “avenida da fé”. Em uma cidade onde um novo templo é aberto a cada dois dias, a Celso Garcia ganhou pelo menos nove novas igrejas nos últimos tempos, algumas com templos enormes e suntuosos, separados por poucos metros. E se antigamente as igrejas transformavam cinemas em lugares de culto, hoje supermercados e lanchonetes da rede Mc Donald’s são adaptados para funcionarem como templos. “É o fast food da religião. Como a concorrência é enorme, cada um tenta vender melhor seu peixe. Só falta pendurar uma faixa na entrada proclamando: ‘Esta igreja funciona. Sabemos como fazer Deus trabalhar para você’. Isso, a teologia já não explica mais. Procurar recompensa pelo menor preço é coisa para a economia clássica. Pior é que não há diferenciação: todos são vistos como evangélicos”, completa Rega.

Na ponta do lápis
Há quem veja o fenômeno do crescimento evangélico como um avivamento. Outros não aceitam tal interpretação, afinal, para um avivamento não basta o aumento quantitativo, é preciso também o qualitativo. De um jeito ou de outro, o fato é que o Brasil caminha a passos largos para se tornar em um futuro bem próximo uma nação de maioria evangélica. Percurso inverso ao da Europa, que abandonou o cristianismo e agora corre sério risco de se tornar um continente islâmico (leia matéria à página 48). Nesse exercício, não há nada de adivinhação, vontade ou futurologia. É questão de fazer cálculos. “A continuar a taxa de crescimento que os evangélicos tiveram nas últimas décadas, no final deste ano, 25,4% de um total de 196,5 milhões de brasileiros, ou seja, quase 50 milhões serão evangélicos. Já em 2020, metade da população será protestante”, observa a matemática e crente presbiteriana Eunice Stutz Zillner, do Ministério Apoio com Informação (MAI), responsável por análises e projeções no campo religioso.

Apesar da fé ser a motivação para o trabalho – ela e o marido, o engenheiro eletrônico Marcos Zillner, são missionários e pretendem que os números incomodem e estimulem as igrejas a evangelizar –, nada de ser tendencioso ou enveredar pela empolgação dos líderes denominacionais e seus números “evangelásticos”. As contas, literalmente, são feitas na ponta do lápis. As projeções do MAI têm como ponto de partida os censos periódicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pelo levantamento de 1991, por exemplo, sabe-se que os evangélicos eram 13 milhões na época ou 8,9% da população brasileira. Nove anos depois, em 2000, os evangélicos dobraram de tamanho e passaram a ser 26,1 milhões, 15,45%. “Tudo bem que a tendência mais para frente é que esse aumento venha a se estabilizar. Mas levando em conta a taxa de crescimento anual dos evangélicos, que é mais de três vezes o da população do país, podemos dizer que hoje um em cada quatro brasileiros é protestante”, confirma Eunice. Nesse contexto, todos crescem, mesmo os históricos. Mas sobretudo as denominações neopentecostais.
Uma quantidade tão expressiva de pessoas transformadas pela Palavra de Deus leva a crer que haverá um forte impacto na sociedade brasileira, certo? Errado. Pelo menos, segundo os especialistas ouvidos pela semanal Época, a revista que fez inicialmente a projeção sobre o futuro do país. Para a antropóloga Christina Vital, do Instituto de Estudos da Religião (Iser), a flexibilidade e a adoção de regras menos rígidas é a razão do exponencial crescimento evangélico. “Enquanto os católicos não aceitam coisas como a camisinha, os evangélicos adaptam-se aos costumes da sociedade. Há igrejas que aceitam gays, por exemplo. Essa tendência deve continuar”, prevê ela.

A potencialidade numérica também não garantirá que um presidente evangélico seja eleito, já que tradicionalmente a representação política no Congresso fica bem aquém da porcentagem de crentes na população. O Brasil também será muito diferente dos Estados Unidos, onde a moral conservadora é parte essencial da crença e do culto. “A religião foi abrasileirada. Não tem um foco tão grande no moralismo”, analisa o antropólogo Ari Pedro Oro, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Continuando, os especialistas acreditam que o aumento da população protestante levará ainda à diminuição do consumo de álcool, com a oposição costumeira dos crentes, e ao aumento da escolaridade, já que as crianças são incentivadas a ler a Bíblia. Com relação à violência, continuará havendo tolerância e o motivo para se acreditar nisso está nas favelas do Rio de Janeiro, onde pastores e traficantes convivem bem. Há respeito para com os religiosos e os bandidos atendem apelos eventuais. Mas o tráfico permanece.

Visto com esperança por uns, o panorama causa desconfiança e provoca arrepios em outros. Especialmente em que acredita na máxima bíblica de que o crente “não pode se conformar ao mundo, mas deve transformá-lo pela fé” e que defende os valores expressos na Palavra de Deus sem restrições. “A Igreja evangélica desprovida da ética cristã não consegue impactar a sociedade. Aliás, não precisamos esperar o futuro para ver o que acontecerá. Podemos observar hoje. Décadas atrás, falávamos em católicos nominais. Agora, já temos os evangélicos nominais, aqueles que frequentam os cultos apenas atrás de bênçãos. Sem querer generalizar, mas vivemos uma crise de conversões no Brasil, já que vemos quase somente adesões”, alerta o pastor e pesquisador Paulo Romeiro, da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo.
Para ele, aqueles que usam a mídia para anunciar uma mensagem de salvação são raros e a situação só mudará caso esses líderes mais éticos tenham maior visibilidade. “A justiça, em todos os seus sentidos, não é mais preocupação de grande parte da Igreja cristã. Em parte, isso ocorre porque não há uma estrutura de poder que coíba abusos e manipulação de um líder carismático que manda sozinho lá no topo, coisa muito comum nessas denominações que mais crescem. Está na hora do trigo aparecer, para que a sociedade veja a diferença”.

Preocupação semelhante tem o também pastor e jornalista Silas Daniel. Nos últimos meses, o jornal do qual ele é o editor, o Mensageiro da Paz, órgão oficial de comunicação das Assembleias de Deus no Brasil, publicou uma série de matérias sobre o Brasil evangélico em 2020 e perguntou a algumas das principais lideranças assembleianas se ainda é possível mudar tal quadro. A resposta é sim, mas o tempo está cada vez mais curto. “Apesar das denominações neopentecostais terem mais visibilidade, por causa da mídia, o crescimento evangélico também atinge as organizações históricas e pentecostais. Essas precisam resgatar a mensagem sobre santidade, renúncia e humildade no lugar da auto-ajuda e dos discursos feitos para massagear o ego que tomaram de assalto os púlpitos. Só com ênfase renovada na exposição sadia da Palavra de Deus e na oração, culto após culto, poderemos virar o jogo”, adverte. Se o futuro não for assim, a velha figura do evangélico com a Bíblia debaixo do braço será mesmo coisa do passado.

Extraídodo Blog: presentiaonline

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Participando do mundo de Deus por meio da oração


Ricardo Barbosa de Sousa

A oração é o retrato da alma. É nossa identidade espiritual, a impressão digital do cristão. A maneira como oramos e o conteúdo de nossas orações revelam o que pensamos sobre Deus e o que pensamos sobre nós. A melhor forma de conhecer a teologia e o caráter de uma pessoa ou de uma igreja é observar sua oração.

É por isso que gosto de meditar nas orações na Bíblia. Gosto também de observar a forma como oramos. As orações do apóstolo Paulo em sua Carta aos Efésios nos ajudam a perceber sua teologia e seu caráter. Meditando nelas, percebemos que existem duas formas de orar: a primeira é quando apresentamos nosso mundo a Deus. A segunda é quando participamos do mundo dele.

Na primeira forma de oração, que é mais comum entre nós, oramos por nossa família, trabalho, saúde, projetos e outras necessidades pessoais. Deus quase sempre é invocado para atender a essas necessidades e emergências. Elas constituem o centro das orações. São orações que dizem respeito mais a nós do que a Deus.

Outra forma de orar é quando participamos do mundo de Deus. Oramos a partir daquilo que ele tem feito, das grandes realizações de sua graça em nosso favor. É o mundo de Deus, não o meu, que constitui o centro da oração.

É assim que Paulo ora. Ele começa agradecendo as bênçãos com que Deus nos tem abençoado nas regiões celestiais em Cristo. Ele é grato pelo fato de que Deus nos escolheu em Cristo, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis. Louva a Deus por nos ter adotado como filhos e filhas, por sua eterna bondade. Agradece pela redenção e libertação do pecado e reconhece a riqueza da graça de Jesus Cristo. É grato a Deus pela revelação de sua vontade e pela dádiva do seu Espírito, que sustenta nossa salvação.

Ele segue orando e suplicando para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo conceda à igreja espírito de sabedoria e revelação para o pleno conhecimento de Jesus Cristo. Para que Deus abra os olhos do seu povo para que compreendam a esperança da vida em Cristo, o poder da ressurreição pelo qual agora vivemos e a exaltação e glória de Cristo. Mais do que ser liberto da prisão, seu grande desejo é ver seus irmãos e irmãs tendo um conhecimento verdadeiro de Cristo e crescer em direção à sua real humanidade.

Ele coloca-se de joelhos diante do Pai e suplica para que Cristo habite nos corações do povo de Deus, transformando seu interior, para que possam, juntos, compreender a riqueza do amor de Cristo que transcende toda a compreensão humana e ser tomados de toda a plenitude de Deus. São esses os motivos de gratidão e as súplicas de Paulo.

É uma oração na qual podemos perceber a teologia e também o caráter do apóstolo. Antes de apresentar seu mundo a Deus, ele busca participar do mundo de Deus. Sua preocupação não se limita às necessidades pessoais. Não são suas prisões ou reputação que têm prioridade em suas súplicas. Sua atenção não está em sua saúde ou bem-estar. O que ele revela em sua oração é a paixão pela obra de Cristo, o desejo de ver o povo de Deus crescendo em direção a Cristo.

Podemos e devemos apresentar nosso mundo a Deus por meio da oração. Interceder pela família, trabalho, saúde e outras necessidades pessoais e comunitárias é parte de nossa resposta ao chamado de Cristo. No entanto, se permanecemos apenas conosco, atrofiamos a alma. Concebemos a oração a partir do nosso mundo e não do mundo de Deus. Das nossas necessidades e não das gloriosas riquezas de Cristo. Nossa compreensão de Deus torna-se confusa e a experiência de oração, frustrante.

A oração sempre começa com Deus e não conosco. O que Deus fez por nós em Cristo precede o que ele faz por nós em nossas necessidades diárias. Participar do mundo de Deus nos ajuda a entender a forma como Deus participa do nosso mundo. Se permanecemos com aquilo que Deus fez e segue fazendo em Cristo, crescemos na medida da estatura de Cristo.


• Ricardo Barbosa de Sousa é pastor da Igreja Presbiteriana do Planalto e coordenador do Centro Cristão de Estudos, em Brasília. É autor de “Janelas para a Vida” e “O Caminho do Coração”.

Extraido do site:    www.ultimato.com.br

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Dia do Diácono

Foi um culto muito abençoado,
dia 07, de Novembro, o dia do diácono Batista.
Da esquerda para direita:
na frente: Pr. Rui Sales e o Pr. Phillip Warkentien.
atrás: Diáconos; Rosimário, Geraldo, Karllison,
Severino, Jorge e Marquinhos.

domingo, 31 de outubro de 2010

Outra Pátria




“Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda.”
2 Timóteo 4.8

Hoje foi mais um dia de eleições. O segundo turno para o cargo de presidente da República. Neste ano, o Tribunal Superior Eleitoral fez uma campanha através dos meios de comunicação para estimular o voto. O tema foi “Você pode escolher o seu destino”. Uma das músicas criadas dizia “O orgulho do país inteiro traz no peito todo cidadão/ É o futuro do país inteiro a decisão que está em suas mãos”.
É importantíssimo se importar com o futuro do Brasil. Mas além da preocupação com a nação, temos também que cuidar de nossa família, do trabalho, dos amigos, dos projetos pessoais. E não é só de lutas e preocupações que vivemos. Temos alegria: pelas vitórias, pela família, pelos objetivos alcançados, pela comunhão na igreja.
      A vida nos envolve. E quando se fala no retorno do Senhor Jesus para buscar a Sua Igreja, muitos querem que Jesus volte, contanto que seja após sua formatura, seu casamento, ou depois que seus filhos e netos cresçam, ou depois que aquele negócio dê certo e possam viver tranquilamente.
Este é um dos grandes desafios do cristão: não deixar de esperar pelo céu. Nossa pátria não é aqui, mas no céu, com o nosso Salvador (Filipenses 3.20). Somos, na Terra, apenas peregrinos, viajantes passageiros com destino à eternidade.
Temos uma escolha importante: podemos ser como Demas, que “amou o mundo presente” e abandonou o apóstolo Paulo, deixando-se seduzir por aquilo de bom que é oferecido pela vida (2 Timóteo 4.10). Ou podemos ser como o apóstolo, amando a vinda do Senhor, orando por ela, falando disso aos outros, tendo certeza de que por melhor (ou pior) que esteja a nossa situação, chegará o dia em que tudo será apenas sombra diante da realidade da nossa morada eterna.
Que data você marcaria para o retorno de Jesus? Gostaria que Ele demorasse só um pouquinho mais? Ou você realmente ama a Sua vinda, e pode dizer com Paulo que a coroa da justiça, a recompensa de Deus para aqueles que ansiaram pelo Seu retorno também é sua?
Maranata! 

Esta mensagem foi extraída do boletim da Igreja Batista Pinheirópolis e é de autoria de Frank Lima.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

19 anos de casamento



Ontem, dia 26, de outubro
completamos mais um ano de casamento 
e cada ano que passa, nos deixa, ainda, 
mais gratos a Deus, pois, ele é o amor que nos une.
Não temos nenhuma dúvida que a base
da nossa família é Deus.
Temos vivido momentos maravilhosos,
e nos momentos difíceis temos sido fortalecidos 
por Ele.
A cada dia, mês, e ano, nos amamos mais.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Agradecimento pelas orações a favor do Pr. Phillip

Primeiro em Inglês
Depois em português

(English) Good Morning,

Thank you so much for your prayers, and for helping us find a doctor to go see dad at the conference hotel he is in.
I just finished talking to him in Cape Town is already 11 am. So Dad had a doctor just leave his room. Praise the Lord!

This is what happened: Yesterday morning dad felt some pain in his left arm and chest and a little bit later he dad a spasm and went to the hospital by ambulance.
after that he had 3 more spams being the worst one at night. 
the doctor said there wasn't much it could be done. Specially because his  exams are pretty recent (Brazil exams). 
So he is grounded to his room resting and taking some medicine. Since rest is the only, thing that will help his angina (Spasms/strong pain to the heart). 

Once more thank you so much for your prayers and for taking the time to look for a doctor for my dad.
This means a lot to my dad and to our family, since we are all far away from each other and specially from dad right now. 
We thank God for great friends God has given to our family (YOU) and for God's family/ our spiritual family that is for sure amazing.

Thank you! And please continue to pray with us for dad, that he may not need to go through all this suffering again and again. 
Dad's voice was very low and quiet this morning and I could tell that he was holding back some tears. 
Everything is possible for those who put their trust in the Lord. And nothing is impossible for the amazing God we serve.

I believe that all things good or bad happen to and for those how loves the Lord, and put themselves out there for God to use. 
And I'm sure the Lord is going to use this situation for His kingdoms glory.

Well I have a plain to catch so I'll keep you all posted latter.
God Bless each and everyone of you richly,

Sincerely, 
Manoelita Warkentien

----
(Portugues) Ola, 

Muito obrigado por suas orações, e por nos ajudar a encontrar um médico para ir ver o papai no quarto do hotel que esta tendo a conferência.
Acabei de falar com ele já são 11:00 da manha na Cidade do Cabo. Um médico tinha acabado de sair do quarto. Louvado seja o Senhor!

Isto é o que aconteceu: Ontem de manhã o papai sentiu algumas dores no braço esquerdo e no peito e um pouco mais tarde, ele teve um espasmo e foi para o hospital de ambulância, depois disso ele teve mais 3 espasmos sendo o pior à noite.
o médico disse que não havia muito que pudesse ser feito. Especialmente porque os exames são muito recentes (exames do Brasil).
Ele foi mandado para o quarto descansar, que é a única coisa que vai ajudar a angina (dor espasmos / forte para o coração) ele também esta tomando um remédio para ajudar com os espasmos.

Mais uma vez muito obrigado por suas orações e por ter arrumado tempo para procurar um médico para ir visitar o meu pai.
Isso significa muito para o meu pai e para nossa família, pois todos nós estamos muito longe uns dos outros e principalmente do pai agora.
Agradecemos a Deus por grandes amigos que ele tem dado a nossa família (você) e pela família de Deus/ nossa família espiritual que é com certeza surpreendente!

Obrigada! Por favor continuem orando connosco por papai, que ele não precise passar por todo esse sofrimento de novo e de novo.
Ao falar com papai esta manhã percebi que a voz de papai era muito baixa e calma e que ele estava segurando algumas lágrimas.
Tudo é possível para aqueles que depositam sua confiança no Senhor. E nada é impossível para o Deus maravilhoso que servimos.

Acredito que todas as coisas boas ou ruins acontecem com e para aqueles que ama o Senhor, e se colocam fora de sua zona de conforto, para que Deus possa usá-los. Tenho certeza que o Senhor vai usar essa situação para a glória de seu reino.

Bem, eu tenho um avião para pegar. Manterei vocês  actualizados.
Deus abençoe cada um de vós abundantemente,

Atenciosamente,
Manoelita Warkentien

Pedido de oração Pelo Pr. Phillip Warkentien

Carta de Manoelita
filha do Pr. Phillip.
Pedindo Oração pela saúde do Pr. Phillip.
Primeiro em Inglês, depois em Português.
(English)
 
Hello,
 
May the Lord our god bless you always.
 
This is Manoelita Warkentien, Philip Warkentien oldest daughter.
 
Dad is translading  in Cape Town Africa in the Third Lausanne Congress on World Evangelization.
He has been there for about a week and still has about a week more to go.
 
today wenesday the 20/ 2010 dad got sick, he felt the same chest pains he was feeling the two times he got recently sent to the intensive care unit ( about a month and a half ago).
The people from the conference called an abulance and he was taken to a hospital were a doctor saw him.
Since dad dosen't have health ensurance he was sent back to the hotel were he is resting and there is another guy there with him. But no doctor.
 
Mom was wondering if by any chance anybody new a Doctor in CAPE TOWN that could go check on dad.
Dad is still with no internet acces today so hopefully the hotel will fix that soon.
 
Mean wile we are praying for his recovery and ask that you pray with us too.
 
If you know of any doctor in Cape Town Africa please call me at 785 320 1589
or mom in Brazil at +55 81 9104 7170
 
Ps I will be leaving for a conference tomorrow so I might not keep you updated that frequently. But I'll do my best
 
Sincerely,
 
Manoelita Warkentien 
 
---------
(Portugues)
 
Olá,

Que o Senhor nosso Deus te abençoe sempre.

Esta é Manoelita Warkentien, filha mais velha de Philip e Rita Warkentien.


Papai está em translado na Cidade do Cabo na África no Terceiro Congresso Lausanne sobre Evangelização Mundial.

Ele esteve lá por cerca de uma semana e ainda tem cerca de uma semana a mais para ir.

hoje quarta feira dia 20/2010 papai ficou doente, ele sentiu as mesmas dores no peito que ele estava sentindo as duas vezes que ele foi enviado para a unidade de terapia intensiva (UTI) (cerca de um mês e meio atrás).

O pessoal da conferência chamaram uma abulancia e ele foi levado para o hospital onde um médico o viu.

Por que papai não tem plano de saúde, lá, ele foi enviado de volta para o hotel onde ele está descansando, há um conferencista está com ele, porem nenhum médico.

Mamãe queria saber se alguém por alguma chance conhece um doutor na cidade do cabo na África do Sul, que poderia ir ver o pai.

Papai ainda está sem acesso a internet hoje, por isso espero que o hotel concerte a intenet em breve.


Estamos orando pela recuperação de papai e pedimos para que você ore conosco também.



Se você souber de algum médico na Cidade do Cabo, África do Sul, por favor me ligue no 785 320 1589 ou para mãe, no Brasil, +55 81 9104 7170

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

edição 273 Ultimato nº 273 SUMÁRIO Edição 273 Novembro-Dezembro 2001 O ataque terrorista de 11 de setembro foi contra uma nação, um sistema, ou contra Deus? É esperar demais que os ideais éticos do evangelho sejam transportados para o mundo brutal da diplomacia internacional? Especial — O sermão do pastor da Times Square cinco dias depois do atentado terrorista

No primeiro domingo depois do atentado terrorista nos Estados Unidos, as igrejas se encheram no país. Obviamente, o sermão daquele domingo foi a propósito do que havia acontecido cinco dias antes. O pastor da Igreja da Times Square, em Nova York, ordenado há 48 anos, abordou o tema As torres caíram — mas não compreendemos o significado da mensagem!

Lá pelas tantas, o pregador foi dizendo:

“Nunca na história o Senhor deixou seu povo sem pistas na hora da calamidade. Ele jamais nos forçou a descobrir as crises por nós mesmos. Ele sempre fornece uma palavra esclarecedora.

Quando o Congresso pede um minuto de silêncio, acreditamos ser por arrependimento verdadeiro. Quando vemos os políticos cantando Deus Salve a América, achamos que nosso país retornou a Deus. Quando desportistas interrompem o jogo para fazer um minuto de silêncio, pensamos que é um exercício espiritual. Mas é só isso que vai sobrar da nossa recente tragédia?

Sou tão patriota quanto qualquer americano. Mas enfrentamos o mesmo perigo que correu em Israel: podemos facilmente deixar escapar a mensagem de Deus para nossa nação.

Em todo o país as pessoas estão fazendo reuniões de oração e memória. É correto, honroso e bíblico lembrarmos dos que morreram. Mas por que temos tanto medo de convocar também reuniões de oração e arrependimento?

Neste momento, a maioria dos americanos estão concentrados na lembrança e na vingança. Assim, como fica o chamado de Deus para os EUA voltarem para Ele?

Se Deus não poupou outras nações que desobedeceram sua leis, por que haveria de poupar os EUA? Ele nos julgará do mesmo jeito que julgou Sodoma, Grécia, Roma e outras culturas que lhe viraram as costas.”

O pastor da Times Square conhece Nova York na ponta do dedo, especialmente os antros de perdição, pois mora lá há muitos anos. O que o levou a Nova York foi o desejo incontido de trabalhar com jovens dependentes de droga. Foi ele quem escreveu o best-seller A Cruz e o Punhal, fundou o primeiro Desafio Jovem (entidade que procura recuperar marginais) e teve alguma influência na formação do Movimento Carismático Católico. O nome dele é David Wilkerson!

Extraído do site:   http://www.ultimato.com.br/

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Dia das Crianças IGBAPI


Para os adultos: 
Palestra sobre saúde com a DR._a Fátima Abrantes
E para as Crianças...
Primeiro existia só um cenário esperando quietinho...
Mas depois...
um formigueiro de crianças apareceu!
Tia MADALENA apresentou o Senhor Jesus para eles...
 
Quinzinho cantou, com as crianças, e deu os avisos...
Perto da mesa dos bolinhos... Huuuumm!!!
Depois disso ainda teve cachorro quente para as crianças!
Agoooooooora!
Cama Elástica, Piscina Grande, piscina Pequena...
 Piscina de Bolinhas, AleGriA, Diversão,
Contentamento, louVoR...

E a ALeGriA do DIA DAS CRIANÇAS

da Igreja Batista Pinheirópolis 

Por enquanto estas fotos e...
Feliz Dia das Crianças.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Escute a Rádio Gospel Mundial

Escute a Rádio Gospel Mundial.
Música, Palavra de Deus, Alegria,
Crescimento Espiritual.
Aproveite o seu tempo com as coisas de Deus.
www.radiogospelmundial.com

domingo, 10 de outubro de 2010

IGREJAS E MINISTÉRIOS

  Observando o blog: www.presentiaonline.blogspot.com

Ví algo que é de grande importância para quem quer encontrar endereço, telefones, etc. Das IGREJAS E MINISTÉRIOS.

A Igreja Batista Pinheirópolis, onde eu trabalho

como ministro de louvor, está em destaque.

sábado, 9 de outubro de 2010

Big Brother Brasil: Manipulação, Diversão e Arte.

"Non nova sed nova". Nada novo no reino global, a não ser a roupagem e os rostos bonitos da sétima edição do Big Brother Brasil. A história já é surrada: manipulação, diversão e arte. No conforto da nossa casa as imagens de jovens entre 20 e 30 anos brilham na tela. Deixamos de lado nossas convicções e verdades cristãs e nos divertimos com o óbvio, com a nossa própria miséria, com o atestado do homem caído.

O Big Brother surgiu na Holanda, em 1999, e virou uma febre desde então. O programa já teve versões em mais de 21 países. Alienação e superficialidade são as marcas desse reality show . No programa holandês o primeiro candidato expulso ficou tão deprimido que se atirou debaixo das rodas de um trem. Os participantes do Big Brother de Portugal não ficaram sabendo dos atentados de 11 de setembro. Na Espanha, cenas de sexo foram exibidas sem censura. Nos EUA um dos participantes foi expulso depois de colocar uma faca no pescoço de uma das participantes, ao vivo, em rede nacional.

A sétima edição do BBB traz alguns fatos curiosos que mostram o atual estado de deturpação da fé, dos valores cristãos e de Deus. Dos 16 "heróis"da casa, quatro têm medo da morte. Um dos participantes diz que Deus é seu amuleto da sorte — o mesmo que tem como frase de vida "tudo aquilo contribui para o bem daqueles que amam" [amam não se sabe o quê] e que, quando perguntado sobre possíveis relacionamentos amorosos na casa, respondeu: "quem está na chuva é pra se molhar".

Neste caldeirão de cruzes e patuás, outra participante tem como amuleto um colar de prata com várias medalhas de santos e tem Deus como seu maior herói. Perguntada sobre quem seria um homem inteligente, respondeu: "Deus!" E quem seria uma mulher inteligente, sem hesitação, disse: "Eu!" Entre os principais amuletos dos "brothers" estão fitinhas do Senhor do Bonfim e imagens de São Jorge. O livro preferido deles é "Ninguém é de ninguém", obra espírita de Zíbia Gasparetto. Um dos participantes disse que seu amuleto de sorte é a Bíblia — o mesmo que tem a Playboy como sua revista preferida e que, perguntado sobre a vida amorosa, respondeu: "Tenho um casinho aqui, outro ali, mas nada sério", e sobre namoros na casa: "Por mim é tudo tranqüilo. Pode ser embaixo do edredom, em cima, de qualquer forma".

O autor de Cinema e Fé Cristã (Editora Ultimato) diz que "infelizmente, muitas vezes esquecemos também das nossas crenças, sucumbindo às lições sutis de ver a realidade".

Em frente à telinha, muitos de nós cristãos, externando de forma velada os nossos desejos mais profundos, acabamos torcendo para que o mocinho beije todas as menininhas e para que o mais esperto se dê bem. A TV não apenas mostra o que há de baixo, ela reflete o que somos de mais baixo e vil. Gostamos de ver não a miséria alheia, mas a realização daquilo que não temos coragem de fazer. E às vezes não temos coragem, não por obediência a Deus, mas por medo dele. Tal como nos filmes hollywoodianos, fazemos da alegria do herói a nossa alegria, e projetamos ali as nossas aspirações.

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para sermos achados irrepreensíveis no dia do "paredão" de Deus.
Extraído do site:      http//www.ultimato.com.br/

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

ESPAÇO LIVRE LÍDER DE AUDIÊNCIA

Todas as manhãs, de 9h às 11h, pela Rádio Provisão FM 107, vai ao ar o Programa Espaço Livre, que tem Jaelcio Tenório na direção e apresentação, Paulo Nailson na produção e Giro Gospel e o jornalista Jénerson Alves que participa somente na terça-feira comentando as principais notícias da semana e do dia.
O programa consolidou sua audiência no Salgado (bairro mais populoso de Caruaru, com cerca de 80 mil habitantes) congestionando a linha telefônica diariamente com a participação do ouvinte.
O Espaço livre completou um ano no ar e conta também com participação de entrevistados (lideranças políticas, religiosas e comunitárias), boa música e reflexão bíblica na sexta-feira com pastor Jadiel.
Em toda cidade a audiência é bem consolidada dado ao formato do programa que por sua originalidade e criatividade destaca-se mesmo entre as emissoras seculares.
Há um projeto para que o programa possa ser transmitido também via internet, ampliando ainda mais o alcance do mesmo. 
Copiado do blog :  http://www.presentiaonline.blogspot.com/

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Cantando com Pr. Elizeu Gomes e Linéa


Foi este ano!
Uma noite maravilhosa de louvor e adoração.
Pr.Elizeu Gomes e sua esposa Linéa Gomes
lançaram seus novos "CD's" e o Pastor também relembrou
seus antigos sucessos.
Nas fotos, estamos cantando:
"Ninguém Me Ama Como Jesus"


99 % das músicas nas paradas de sucesso são "pornografia sutil"


Embora os líderes religiosos tenham estado avisando acerca dos efeitos morais no cenário da moderna música popular há décadas, agora até mesmo alguns líderes da indústria musical estão expressando suas preocupações. Hoje o produtor musical Mike Stock disse para os meios de comunicação britânicos que ele crê que a cultura popular está “sexualizando” as crianças.
“A indústria musical foi longe demais. Não é sobre eu ser antiquado. É sobre manter valores que são importantes no mundo moderno. Nesta época, você não consegue assistir às estrelas modernas — como Britney Spears ou Lady Gaga — com uma criança de dois anos”.
“Noventa e nove por cento das listas de músicas de sucesso é música popular e 99 por cento disso é pornografia sutil”, acrescentou ele.
Stock é membro do trio dos “legendários” produtores musicais que constituem Stock Aitken Waterman, cujas propriedades de talentos têm incluído Cliff Richard, Debbie Harry, Donna Summer, La Toya Jackson e Kylie Minogue. O trio foi uma das mais bem sucedidas parcerias de composição e produção de músicas na história do negócio das músicas, com mais de 40 das 100 paradas de sucesso da Inglaterra, e ganhando uma fortuna estimada em 60 milhões de libras.

Stock disse para o jornal Daily Mail, “As crianças estão sendo forçadas a virar adultas numa fase em que são novas demais. Olhe para os vídeos. Eu não ia querer, por necessidade, que meus filhos pequenos assistissem a esses vídeos. Com certeza eu ficaria envergonhado de ficar sentado ali com minha mãe”.
Na Inglaterra “Hit Parade”, a primeira lista de vendas de discos ingleses no começo da era da música popular, foi publicada em novembro de 1952, e era medida pelas vendas de partituras musicais. A primeira música número 1 na Hit Parade da Inglaterra foi “Here in My Heart” (Aqui está o meu coração) de Al Martino, o “cantor romântico popular” e ator ítalo-americano que é também conhecido por sua atuação como personagem Johnny Fontane no filme “The Godfather” (O Poderoso Chefão) de 1972.
Nesta semana, a Rádio BBC 1 declarou em reportagem que a posição número 1 na Inglaterra estava sendo mantida pelo cantor de rap Tramar Dillard, mais bem conhecido por seu nome artístico “Flo Rida”, por sua composição musical de rap “Club Can’t Handle Me” (O clube não consegue me suportar). A música, feita em grande parte em duas notas da escala musical, inclui um vídeo em que uma multidão frenética de frequentadores de clube noturno sai do clube tempestivamente e vai para as ruas, destruindo um loja de esquina e terminam fazendo giros numa lavandeira automática.

A amplamente criticada música de Lady Gaga “Alejandro” caiu para número 22 na lista das músicas mais populares. O vídeo apresenta Lady Gaga, exibida em peças íntimas bem curtas e traje debochador de freira, simulando sexo sadomasoquista e engolindo um rosário. Mostra também uma equipe de dançarinos seminus simulando atos homossexuais, temas que são tão comuns que estão começando a ser considerados ultrapassados na cultura popular britânica.

“Antes de as crianças chegarem a colocar o pé na escola, elas já têm todas essas imagens — os vídeos populares e jogos de computador como Grand Theft Auto — as confrontando, e os pais não conseguem impor controle”, continuou Stock.
Ele respondeu às preocupações dos pais produzindo o que ele chamou de “programa dirigido à família”. O “Go! Go! Go! Show” é um programa de música popular e danças realizadas por cantores quase adolescentes que está recebendo críticas positivas em Londres.
Brian Clowes, diretor de pesquisas da organização pró-vida e pró-família Human Life International, expressou surpresa que haja ainda alguém que “não creia que a indústria musical corrompa os valores morais, sexualize as meninas e desrespeite as mulheres”.

Tais pessoas, ele disse para LSN, “deveriam simplesmente visitar o YouTube e selecionar qualquer meia dezena de vídeos musicais para assistir”.
“Há só um punhado de artistas que chega a tentar promover bons valores morais, já que isso é considerado ‘maçante’ e, ainda mais importante, inútil. Muitos cantores fazem de seu alvo meninas pré-adolescentes com suas mensagens, e então essas meninas seguem o conselho e letras que ouvem e terminam arruinando suas vidas” comentou Clowes.
“É verdade que não somos forçados a assistir a esse lixo; mas somos também responsáveis por assegurar que nossas crianças cresçam santas, saudáveis e felizes. Se elas seguirem os vídeos e programas musicais, elas não conseguirão ser santas, saudáveis e felizes”.

Fonte: O Verbo / Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Extraído do blog: http://www.presentiaonline.blogspot.com/

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Louvai ao Senhor!

Louvai ao SENHOR todas as nações,
louvai-o todos os povos.
Salmos 117:1

domingo, 3 de outubro de 2010

Boa Esperança PB viagem 8

Essa foi mais uma maravilhosa viagem para Boa Esperança.
Não existe nada que traga maior contentamento, do que fazer a vontade de Deus, que é, sem dúvida, evangelizar.
IDE!!!

Ore e vote!


Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo ao qual escolheu para sua herança.
Salmos 33:12

Como ribeiros de águas assim é o coração do rei na mão do SENHOR, que o inclina a todo o seu querer. Provérbios 21:1

Diante destes versículos, entendo que o Brasil terá prosperidade, em todas as áreas, se servir ao Deus verdadeiro, "Jesus Cristo" o nome que está acima de todo nome.
Já orei e estou tranquilo para votar, confesso que não confio em nenhum dos candidatos, mas confio no Deus que inclina o coração de quem Ele quiser, para o seu propósito ser estabelecido e o seu nome glorificado.
Alerto a igreja para que ore e confie em Deus, pois, qualquer um destes candidatos, poderá ser uma bênção nas mãos de Deus, pois não há nada impossível para Deus.
Minha sugestão é: Ore e Vote!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Hebreus 13:15


Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre,
sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios
que confessam o seu nome.
Hb 13:15

Novo Projeto

Aguarde:
São seis CD's...
Uma revista...
Documentário
sobre a vida e o ministério...
...Um DVD
"com os amigos".
Lançamento do novo BLOG...
Muito louvor
e Gratidão.
"Novembro de 2010"
"Você não perde por esperar"



Depois de seis meses


Olá!
Depois de seis meses, sem novas postagens, voltamos com todo gás.
Tá aí, mais uma conferência para líderes, com o Dr. Roland e sua esposa Patrícia.
Ligue para confirmar sua presença. Entrada franca!
(81) 3722-0822.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Aula de Violão

A aula de violão da IGBAPI
terá início no sábado, 08 de maio.
Violão Básico: Das 15h às 16h.
Violão Avançado: Das 16h às 17h.
Não perca!!!

domingo, 4 de abril de 2010

Páscoa IGBAPI















































































Nossa Páscoa foi uma Bênção
A cantata em Serrote dos Bois,
o Culto da Ressurreição
e a Cantata na IGBAPI.
Deus nos trouxe alegria,
esperança para o futuro,
e vimos salvação no final do culto.
" Jesus Ressuscitou"
"Jesus está Vivo"
"Aleluia!"